Internet = Globalização

Loading...

terça-feira, 22 de abril de 2008


O QUE É O MICROSOFT POWER POINT

O PowerPoint é um dos programas que faz parte do Microsoft Office.

O Microsoft Office é um conjunto de aplicativos para escritório que contém programas como processador de texto, folhas de cálculo, banco de dados, apresentação gráfica e gestor de tarefas, e-mails e contactos.
~
O PowerPoint é um programa utilizado para edição e exibição de apresentações gráficas no sistema operacional Windows. Para criar apresentações gráficas, dispõe de processamento de textos, estrutura de tópicos, esquemas automáticos, modelos, desenhos, assistentes, gráficos e vários tipos de ferramentas para expressar ideias nas apresentações. Actualmente o domínio da ferramenta PowerPoint tornou-se fundamental, visto que grande parte das apresentações em cursos, escolas, faculdades e reuniões utilizam projectores para ilustrar melhor as ideias apresentadas pelo orador. Felizmente seu uso é relativamente simples.

O PowerPoint é um programa que permite a criação e exibição de apresentações, cujo objectivo é informar sobre um determinado tema, podendo usar imagens, sons e textos que podem ser animados de diferentes maneiras. Criação de apresentações e inserção de slides. Os elementos da tela e modos de visualização Trabalhando com objectos de texto

FUNÇÕES DO POWER POINT

Nos diferentes diapositivos, o utilizador poderá utilizar inúmeras funções, das quais destacamos as mais características do PowerPoint, tais como:


Ilustrações:

Ø Imagem – através desta função, poderá inserir imagens a partir de ficheiros do computador.
Ø ClipArt – poderá inserir, desenhos, filmes ou fotografias.
Ø Álbum de Fotografias – cria uma nova apresentação com base num conjunto de imagens, em que cada imagem ficará num diapositivo diferente.
Ø Formas – insere formas pré-existentes, tais como, rectângulos e círculos, linhas e símbolos de fluxogramas e chamadas.
Ø SmartArt – importa informações visualmente. Os gráficos SmartArt incluem desde listas gráficas e diafragmas de processos a gráficos mais complexos.
Ø Gráfico – insere gráficos, ilustrar e comparar dados.





Clips de Multimédia

Ø Filme – através desta opção poderá inserir-se filmes na apresentação.
Ø Som – poderá inserir-se uma música de um CD, bem como gravar um clip de áudio.



Animações

Com o PowerPoint, poderá juntar-se aos textos, imagens, gráficos, formas, fotografias e diapositivos, um conjunto de animações.

sábado, 12 de abril de 2008


...Pensamento...

«Imagine tentar explicar o que é um telefone ou a Internetpara pessoas do séc.XV ou XVI.Você seria rotulado como um místico.»
(Rabi Yehuda Berg)

O QUE É A INTERNET


«A Internet é um meio de comunicação que permite, pela primeira vez, a comunicação de muitos para muitos em tempo escolhido e a uma escala global. (...)» (Castells, 2004: 16)


Internet é um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores interligados pelo Protocolo de Internet (P.I).

É o P.I que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de dados.

Internet é a principal das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação (NTIC’s).

É o maior repositório de informações acessíveis a qualquer pessoa de qualquer parte do mundo.

Não podemos dissociar o conceito de Internet de globalização, isto porque, estão inter-relacionadas.

De acordo com dados de Março de 2007, a Internet é usada por 16,9% da população mundial (em torno de 1,1 bilhão de pessoas).

HISTÓRIA DA INTERNET



Durante a Guerra Fria (décadas de 60/70 e meados da década de 80) um dos maiores medos dos norte americanos era o de perder as informações hospedadas em servidores localizados dentro de “quartéis-generais” estratégicos.

Com uma rede onde não há um computador central, dessa forma, o Departamento de Defesa pensou em um sistema que interligasse vários pontos, de modo que não se centralizasse o comando.

Denominou-se tal Rede, que surgiu em 1969, de ARPAnet (Advanced Research Projects Agency). Na verdade essa rede interligava, originalmente vários centros de pesquisas.

Contudo, esta só existia no formato de texto, como nos antigos arquivos Gopher.

No início da década de 80 com o visível enfraquecimento da URSS, uma nova utilidade para a ARPAnet foi desenvolvida: interligar laboratórios e universidades nos EUA e mais tarde, em outros países.

Foi exactamente nessa época que surgiu o nome Internet.
Apesar disso, apenas no final dos anos 80 a Internet passou a ser vista como um eficiente veículo de comunicação mundial.

No final da década de 80, Tim Berners-Lee, teve a ideia de desenvolver com sua equipa do CERN (European Organization for Nuclear Research, de Genebra), um sistema de hipertexto que deveria funcionar em redes de computadores. Nesse momento, ele pensava apenas nos cientistas que precisavam compartilhar suas pesquisas uns com os outros.

Em 1991, esses pesquisadores tiveram a ideia de criar a World Wide Web. No início a maior parte das informações ainda era no formato de texto, com poucos desenhos. Em 1992, Marc Andressen, do NCSA (National Center for Supercomputer Activity), criou o primeiro navegador para Internet: o Mosaic, para sistema X Windows. Em seguida apareceram versões do Mosaic para Macintosh e Microsoft Windows. O Mosaic era capaz de interpretar gráficos e realizar navegações através de hiperligações, como podemos ver actualmente na Web.

Também em 92, All Gore, que era senador na época, impulsionado pelas eleições presidenciais, passou a falar sobre a Information Highway, ou Super-estrada da Informação. Nesse momento todo mundo começou a prestar mais atenção na Internet e na Web. Logo surgiu um grande interesse comercial pela Rede e foi aí então que aconteceu sua grande expansão.

Hoje a Internet é considerada por muitos teóricos da comunicação, um fenómeno tão ou mais importante para a humanidade quanto a Revolução Industrial.

O fantástico conceito de Aldeia Global, de Mc Luhan também pode ser utilizado para este novo meio: A Internet tornou o mundo menor.

SERVIÇOS





Na internet existem um conjunto de serviços disponíveis universalmente.
Podemos enumerar os serviços mais conhecidos e utilizados, como:

· Motor de Busca (ex. Google) - programa feito para auxiliar a procura de informações armazenadas na rede mundial.

· Correio Electrónico (e-mail) - método que permite compor, enviar e receber mensagens através de sistemas electrónicos de comunicação.

· YouTube - site na internet que permite que seus usuários carreguem, assistam e compartilhem vídeos em formato digital.

· Wikipédia - enciclopédia multilingue online livre, colaborativa, ou seja, escrita internacionalmente por várias pessoas comuns de diversas regiões do mundo, todas elas voluntárias

· Hi5 - comunidade social virtual criada por Ramu Yalamanchi. Cada utilizador com registo no hi5 pode criar um perfil com um layout atractivo podendo colocar fotografias, músicas e vídeos.

· Blog - página da Web cujas actualizações (chamadas posts) são organizadas cronologicamente de forma inversa (como um diário). Estes posts podem ou não pertencer ao mesmo género de escrita, referir-se ao mesmo assunto ou ter sido escritos pela mesma pessoa.

· World Wide Web (WWW) - utilizada para consultas de páginas Web e pesquisa de qualquer tipo de informação.


· Grupos (ou fóruns) de discussão (Newsgroups) - utilizada para possibilitar a comunicação entre pessoas com interesses comuns.


· Chat (IRC, ICQ, Webchats e Messengers) - utilizado para conversação escrita em tempo real. O Skype também permite ligações telefónicas entre dois computadores (ligação gratuíta) e entre um computador e um telefone de rede fixa ou móvel (tarifário reduzido).


· File Transfer Protocol (FTP) - procura e transferência de ficheiros (download e upload).



· Emulação de terminal (Telnet) - ligação a sistemas remotos.

VANTAGENS vs DESVANTAGENS


Vantagens:


·Interactividade: O utilizador não é passivo da informação, pode escolher como quer vê-la e dar uma resposta directa;


·Produtividade: Há a possibilidade de realizar comércio electrónico (e-commerce), intercâmbio de informação, uso de dispositivos e recursos remotos (sistemas de e-learning);


·Actualidade: Os documentos na rede actualizam-se continuamente. É a sua especial maneira de estarem "vivos" e, portanto, de serem realmente eficazes, úteis e rentáveis;


·Globalidade: Uma vez que se entra na rede, tem-se acesso a toda a informação e aos recursos que lá se encontram.


·Na Internet, um utilizador pode ter liberdade de expressão. É o único território onde as fronteiras se diluíram e onde não existem quaisquer censuras (havendo, obviamente, algumas poucas excepções).






“Navega, mas não te demores“





Desvantagens:

· Sentir-se preocupado com a Internet ou com os serviços on-line e pensar acerca disso quando desligado;
· Necessidade de gastar cada vez mais tempo on-line para conseguir satisfação
· Sentir-se impaciente ou irritável quando tenta diminuir ou terminar o tempo de utilização online;
· Sentir-se incapaz de controlar o tempo on-line;
· Ligar-se para escapar a problemas ou aliviar sentimentos de desespero, culpa, ansiedade ou depressão;

· Mentir a membros da família ou amigos para esconder quantas vezes e por quanto tempo está ligado;

· Arriscar a perda de uma relação significativa, de um emprego ou de uma oportunidade educacional e de carreira devido ao tempo passado on-line;
· Continuar a utilização mesmo depois de gastar demasiado dinheiro em serviços on-line ;
· Sentir-se mal quando não está ligado, com aumento de depressão, irritabilidade ou instabilidade de humor;
· Permanecer ligado mais tempo do que tinha planeado.

FUTURO DA INTERNET

Um estudo conduzido pelo Instituto Pew Internet and American Life revela que o futuro da Internet reserva algumas surpresas não muito animadoras, quando analisado num horizonte temporal que se estende a 2020.

A maioria dos 742 especialistas em tecnologias inquiridos acredita que na segunda década do milénio a Internet estará acessível à generalidade da população mundial e a custos reduzidos, embora, alguns prevejam que a indústria poderá limitar a sua utilização. O relatório sublinha que o "centro de resistência será a tentativa empresarial de preservar as suas vantagens actuais".

Dos 742 especialistas inquiridos, 58 por cento acreditam que até 2020 aparecerão grupos hostis à tecnologia - denominados "refusenik" -, havendo quem acredite que o terrorismo será uma das formas para perturbar o funcionamento da rede. Esta opinião é contrariada por 35 por cento dos especialistas inquiridos, enquanto sete por cento diz não ter qualquer opinião acerca do assunto.

Os dados do estudo revelam que 49 por cento dos analistas acreditam que a difusão da Internet terá impacto negativo na privacidade das pessoas, com os utilizadores a terem de decidir que tipo de informações, estão dispostos a partilhar à medida que a rede se torna cada vez mais persuasiva.

Outros manifestam opiniões diferentes expressando a sua preocupação acerca da difusão da tecnologia, existindo quem receie que o "progresso tecnológico venha a criar máquinas e processos que vão além do controlo humano".

Por outro lado, 52 por cento dos inquiridos consideram que haverá mais oportunidades devido ao desenvolvimento da Internet o que permitirá uma rápida circulação da informação, dissolvendo as fronteiras entre países e comunidades de interesse.

A maioria dos especialistas (56 por cento) refere que a realidade virtual permitirá melhorias ao nível da produtividade, embora, simultaneamente, seja desenvolvida uma dependência em mundos virtuais.

Em relação aos idiomas, 57 por cento dos inquiridos não acredita que a Internet seja dominada pelo inglês, ao ponto de desaparecerem outras línguas, enquanto 42 por cento dos especialistas contrariam esta opinião.